Jornalismo investigativo perde espaço nos EUA e cresce na América Latina

Artigo da American Journalism Review diz que o jornalismo investigativo nos meios de comunicação tradicionais está em declínio nos Estados Unidos. Por lá, novas organizações sem fins lucrativos estão fazendo o que podem para preencher a lacuna.

O número de associados da organização Repórteres e Editores Investigativos (Investigative Reporters and Editors), diminuiu de 5,3 mil (2003) para 3,7 mil (2009). O número de inscrições para o Prêmio Pulitzer na categoria jornalismo investigativo caiu 40%.

Segundo o artigo, a queda nos lucros com publicidade e no número de redações resultou na diminuição da quantidade de recursos e repórteres dedicados à reportagem investigativa. O artigo destaca que “há uma luz no horizonte: o surgimento de organizações de notícias sem fins lucrativos dedicadas ao jornalismo investigativo”.

O ProPublica e o Centro pela Integridade Pública, em Washington, o Centro de Reportagem Investigativa, em Berkeley, e várias organizações locais, como o Texas Watchdog, estão cobrindo as pautas mais importantes e de maior impacto.

Na América Latina, a organização Transparência Internacional acaba de organizar, juntamente com o Instituto Prensa y Sociedad, a segunda Conferência Latino-Americana de Jornalismo Investigativo, em Buenos Aires, de 3 a 6 de setembro.

No Brasil, as coisas não acontecem tão bem quanto pinta o artigo. As redações estão enxutas por conta da crise das empresas do setor e a maioria dos meios de comunicação se contentam com o jornalismo declaratório, com reportagens feitas pelo telefone e sem ida a campo.

Os jornais não tem mais a importância que tinham no passado. As novas formas de fazer Comunicação abriram novas perspectivas para a troca de informações e a interação entre pessoas.

Clique aqui para ler o artigo da American Journalism Review.

Anúncios

Comentários encerrados.

  • ▪ Contatos

    11 3798-1230
    contato@papelsocial.com
    -
    Rua João Ramalho, 136
    Perdizes, São Paulo - SP
    05008-000

  • Política de privacidade:

    A Papel Social Comunicação respeita a sua privacidade. Todas as informações pessoais que você fornecer para nós, incluindo nome, apelido, endereço, telefone e e-mail, não serão cedidas, vendidas ou alugadas a quaisquer organizações ou pessoas.
  • © 2013 Papel Social Comunicação.

    Todos os direitos reservados. All rights reserved.
    Para reprodução de trechos dos textos, artigos e fotos é preciso citar o autor e o nome da Papel Social. Para reprodução em outros sites, basta dar o crédito e o link da página original da qual foi retirada o texto e a imagem, porém as imagens não podem ser publicadas fora do contexto em que foram utilizadas neste site, ou separadas do texto original.

%d blogueiros gostam disto: