É possível uma cidade sustentável?

No Brasil, mais de 85% da população vive em áreas urbanas, de onde sai três quartos de todo o lixo produzido no país.
Os rios que cortam as cidades estão mortos. O trânsito mata sete pessoas por hora. Os homicídios matam ainda mais.
A poluição é uma rotina e as pessoas tem medo umas das outras. Esse é o cenário de muitas cidades da civilização moderna. Construímos um teatro do absurdo. Somos predadores de nós mesmos.

Na contramão dessa tendência que é embalada pelo consumo sem limites, organizações em diversas cidades do mundo tentam reverter o caminho que conduz o planeta para a inviabilidade ambiental. São grupos que se empenham na busca do que chamam cidades sustentáveis. Nesses lugares, governos e sociedade firmam um pacto de se comprometer com o comportamento ético e com o desenvolvimento justo e equilibrado. O valor essencial desse processo é a democracia participativa.

Não olhe agora, mas isso é uma enorme utopia, no contexto mais literal que se possa imaginar. O incrível é que já tem um monte de gente nessa canoa. Só no Brasil são 40 cidades empenhadas em se tornar sustentáveis, inclusive São Paulo, a capital nacional do caos urbano.

O mundo não foi construído por pessimistas. Foi construído quase sempre por visionários, algumas vezes por loucos. Tudo bem, fizeram uma tremenda lambança. Detonaram o meio ambiente e inventaram as desigualdades, a discriminação e o racismo. Mas também inventaram um monte de coisas boas.

Nos últimos dias, foi dado um passo gigantesco na transformação da utopia em realidade. Foi lançada a Plataforma de Cidades Sustentáveis. É uma parceria entre a Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis, o Movimento Nossa São Paulo e a Fundação Avina.  A Plataforma apresenta e acolhe sugestões para a construção da cidade justa e sustentável. Algumas cidades já implantaram diversas iniciativas surgidas nessas discussões.

O objetivo da Plataforma é se tornar fonte de inspiração para governos e organizações da sociedade civil que lutam pelo desenvolvimento sustentável.

Se você não gosta de utopias ou é pessimista, não entre nessa.

Tem uma cidade lá fora para ser mudada. Tem um monte de gente a fim de participar desse novo mundo.

==

Para conhecer a Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis, visite:

www.rededecidades.ning.com

www.cidadessustentaveis.org.br

www.nossasaopaulo.org.br

Anúncios

Comentários encerrados.

  • ▪ Contatos

    11 3798-1230
    contato@papelsocial.com
    -
    Rua João Ramalho, 136
    Perdizes, São Paulo - SP
    05008-000

  • Política de privacidade:

    A Papel Social Comunicação respeita a sua privacidade. Todas as informações pessoais que você fornecer para nós, incluindo nome, apelido, endereço, telefone e e-mail, não serão cedidas, vendidas ou alugadas a quaisquer organizações ou pessoas.
  • © 2013 Papel Social Comunicação.

    Todos os direitos reservados. All rights reserved.
    Para reprodução de trechos dos textos, artigos e fotos é preciso citar o autor e o nome da Papel Social. Para reprodução em outros sites, basta dar o crédito e o link da página original da qual foi retirada o texto e a imagem, porém as imagens não podem ser publicadas fora do contexto em que foram utilizadas neste site, ou separadas do texto original.

%d blogueiros gostam disto: